Reflexão rápida sobre o Arcano I

Mago

 

Lâmina O Mago I do antigo tarô de Marselha

 

 Por João Fábio Braga

O Mago representa o ser, o espírito, o homem ou Deus; o espírito que se pode compreender; a unidade geradora dos números, a substância primordial. Ponto de partida. Causa primeira. A coisa. O infinito.

Num sentido mais geral, o Mago pode ser considerado símbolo da atividade originária e do poder criador existente no homem, ou o primeiro passo iniciático/espiritual, a vontade básica no caminho para a sabedoria, a matéria primordial dos alquimistas.

No entanto, e também, a queda do homem faz do Mago se identificar com a materialidade do ser criado, até o demiurgo e o ser criado tornam-se o mesmo: a identidade é produto da experiência pessoal, isto é, o homem é resultado das suas ações / homem é a medida de todas as coisas.

A mesma impulsão que o homem cria, é capaz de devotar seu aprendizado e desejo iniciático ao Creador. É essa relação que podemos interpretar a supressão da quarta perna da mesa como representativa do ternário humano no mundo (espírito-psique-corpo).

O dinamismo que se apresenta no arcano I demonstra o seu caráter intermediário entre o sensível e o virtual, atributo equivalente ao simbolismo de mercúrio, ou na tradição grega, Hermes – o mensageiro, mediador, intérprete – carrega o caduceu e o capacete alado da divindade que, por analogia, correspondem à vareta e ao chapéu do Arcano.

O Mago somos nós, todos, que buscamos ou não. O caminho sabemos e não podemos nos dispersar dele, mesmo tendo a consciência que não é necessário fugir do mundo para realizá-lo; porém vai do livre arbítrio para permanecer nele ou não.

Anúncios
Esse post foi publicado em Curiosidade, Esoterismo, Hermetismo, Sabedoria. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Reflexão rápida sobre o Arcano I

  1. Pingback: Reflexão rápida sobre o Arcano II | Ensaios, Ideias e Reflexões

  2. João Fábio Braga disse:

    O Louco, na verdade, é o número 0. Ou podemos pensar, que é o Louco que faz a caminhada pelos Arcanos. Outras Escolas orientam o Louco como o 22; até mesmo o 21.

    Curtir

  3. Desculpa mas para mim o Primeiro Arcano era o Louco e o Mago era o segundo não é? O louco sai da Caverna e o Mago guarda a primeira encruzilhada de seus caminhos.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Márcia Rejane disse:

    Em concordância com seu texto, podemos ir mais além e enfatizados que o Mago também é aquele que formula, manipula e constrói tais experiências pessoais pelas quais, penso eu, que buscamos a cada dia. Também concordo com o caminho que não podemos dispersar, porém o tal livre arbítrio nos traz possibilidades de conhecermos ou tentar conhecer o oculto, o desconhecido, pois isto está na natureza humana. Somos relativamente curiosos e queremos também ter os artifícios da manipulação que o Mago representa e ao mesmo tempo, queremos ser criadores de fórmulas mágicas que retratam a nossa satisfação interior.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s